PARA UMA VIDA NOVA

19 agosto, 2010

Confirmação cientifica do que eu sabia

Em minha prática profissional, muitas vezes questionei o surgimento de tantos novos medicamentos, para substituir outros que se apresentavam bastante eficazes. O fato de muitas vezes um tratamento não corresponder ao desejado, ou, o fato de nem sempre se atingir a cura, ou o controle, me parecia subordinar-se a outras forças, desconhecidas, ou quem sabe, até, metafísicas. O surgimento frequente de novos produtos não promoveu modificações significativas na expectativa de vida, nos coeficientes de morbimortalidade em quase nenhuma área, alem daquelas que foram obtidas com medidas de saneamento básico e prevenção de doenças infecto contagiosas e suas epidemias, obtidas com alguns programas de vacinação. Pelo menos isso é o que nos mostra diversos estudos de saude publica. Lógico que alguns desses parâmetros podem - e devem ser questionados, mas essa discussão não é o tema hoje, aqui.
Uma questão que sempre me chamou a atenção era o fato de que muitos medicamentos lançados com a promessa de solução para determinados problemas, passado algum tempo, não só não eram a solução, como se mostravam causadores de novos e até mais graves problemas.Muitos tratamentos acabavam por revelar-se de maior morbi-mortalidade do que a doença original que se pretendia tratar.
Bem, este preâmbulo, é para mostrar minha opinião - detesto esta palavra - opinião, que fica parecendo algo não fundamentado, direi então, meu parecer sobre a notícia que surge agora na imprensa:

A seguinte notícia da Folha.com (www.folha.com.br) foi enviada para você

Clique no link abaixo para ler o texto completo:

Segundo estudo, 85% de novos medicamentos oferecem pouca utilidade
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/785153-segundo-estudo-85-de-novos-medicamentos-oferecem-pouca-utilidade.shtml

2 comentários:

Cadinho RoCo disse...

A indústria farmaceutica tem enorme poder em todos os sentidos, o que nem sempre faz com que priorize o seu propósito que, em princípio, deveria ser o de promover, ou ao menos contribuir para os infindos procedimenntos de cura para o bem da saúde de todos nós.
cadinho RoCo

Danielle Macena disse...

Muito bom seu post
Da uma passadinha no meu depois
to precisando de palavras...
http://segredosdedanielle.blogspot.com/